Esta tese se propõe a repensar e expandir a categoria de intelectual no período moderno a partir de um estudo de caso sobre os Elogios que zelozos dedicaron a la felice memoria de Abraham Nuñez Bernal (1656). Escritos em homenagem a dois mártires queimados vivos pela inquisição espanhola como judaizantes em 1655, e publicados clandestinamente em Amsterdam, os Elogios foram a primeira obra coletiva impressa da diáspora sefardita, contando com a contribuição de vinte cinco autores que circularam entre comunidades judaicas do Atlântico, Europa e Mediterrâneo. A maioria deles exercia ofícios que não os de literato ou filósofo, integrando distintas camadas sociais. Ainda assim, compuseram uma das obras mais originais e relevantes da história da diáspora sefardita no século XVII. Sem risco de exagero, podemos afirmar que os Elogios representam um dos ataques mais explícitos e mordazes desferidos pelos judeus contra a inquisição em particular, e o cristianismo em geral. Empregando uma variedade de estilos em verso e prosa sem precedentes dentro de uma mesma obra, eles utilizariam três línguas diversas (espanhol, português e latim) para garantir que sua mensagem circulasse amplamente pelo globo.

Lendo um livro por fora: a diáspora transatlântica de um círculo marginal de sefarditas (1630-1658) / COUTO TIRIBAS, Victor. - (2022 Jan 26).

Lendo um livro por fora: a diáspora transatlântica de um círculo marginal de sefarditas (1630-1658)

COUTO TIRIBAS, Victor
2022

Abstract

Esta tese se propõe a repensar e expandir a categoria de intelectual no período moderno a partir de um estudo de caso sobre os Elogios que zelozos dedicaron a la felice memoria de Abraham Nuñez Bernal (1656). Escritos em homenagem a dois mártires queimados vivos pela inquisição espanhola como judaizantes em 1655, e publicados clandestinamente em Amsterdam, os Elogios foram a primeira obra coletiva impressa da diáspora sefardita, contando com a contribuição de vinte cinco autores que circularam entre comunidades judaicas do Atlântico, Europa e Mediterrâneo. A maioria deles exercia ofícios que não os de literato ou filósofo, integrando distintas camadas sociais. Ainda assim, compuseram uma das obras mais originais e relevantes da história da diáspora sefardita no século XVII. Sem risco de exagero, podemos afirmar que os Elogios representam um dos ataques mais explícitos e mordazes desferidos pelos judeus contra a inquisição em particular, e o cristianismo em geral. Empregando uma variedade de estilos em verso e prosa sem precedentes dentro de uma mesma obra, eles utilizariam três línguas diversas (espanhol, português e latim) para garantir que sua mensagem circulasse amplamente pelo globo.
Settore M-STO/02 - Storia Moderna
Letteratura, arte e storia dell'Europa medioevale e moderna
PASTORE, Stefania
File in questo prodotto:
File Dimensione Formato  
Tiribás_tesi.pdf

embargo fino al 25/01/2023

Tipologia: Tesi PhD
Licenza: Accesso gratuito (sola lettura)
Dimensione 62.12 MB
Formato Adobe PDF
62.12 MB Adobe PDF   Visualizza/Apri   Richiedi una copia

I documenti in IRIS sono protetti da copyright e tutti i diritti sono riservati, salvo diversa indicazione.

Utilizza questo identificativo per citare o creare un link a questo documento: https://hdl.handle.net/11384/111884
Citazioni
  • ???jsp.display-item.citation.pmc??? ND
  • Scopus ND
  • ???jsp.display-item.citation.isi??? ND
social impact