A cosciência crítica do Renascimento